sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

quinta-feira, 29 de dezembro de 2011


“O homem é Deus e a vida do homem é a vida de Deus – esta é a filosofia básica dos ensinamentos da Seicho-No-Ie. Deus é saúde absoluta, e assim, dizemos que o homem deveria ser absolutamente saudável. Esta saúde absoluta fica impressa em nossa mente quando consciencializamos que o homem, em sua Imagem Verdadeira é sempre saudável, e que unicamente a Imagem Verdadeira constitui a totalidade da existência do homem. O que fica impresso na mente, inevitavelmente será impresso em todas as células do corpo. Isto porque as células do corpo são entidades com consciência. Por essa razão, imprimir a ideia de saúde absoluta na mente levará à manifestação da saúde absoluta no corpo inteiro. Como podemos atingir a consciencialização da saúde absoluta e permitir que esta consciência de saúde se desenvolva? Da seguinte forma: (1) pensar na Imagem Verdadeira da Vida, que é Deus; (2) pensar unicamente na Imagem Verdadeira original, e (3) saber que a Imagem Verdadeira original é a totalidade de tudo que existe. Quando seguimos estas três condições, nossos pensamentos retratam a Imagem Verdadeira sem distorção, ficando preenchidos com a Verdade a ponto de reflectirem somente a Verdade. Como os pensamentos possuem uma certa inércia, eles irão se aprofundar cada vez mais pela repetição. Se persistirmos em pensar em termos de Imagem Verdadeira, cada vez mais iremos nos aproximar da Verdade, e cada vez mais iremos consciencializar com maior clareza e profundidade as coisas como elas realmente são no Mundo da Verdade. Ao nos consciencializarmos mais profundamente das condições perfeitas da Imagem Verdadeira da Existência, começaremos a manifestar condições mais perfeitas em nossa vida fenoménica. Nossa saúde física irá melhorar. Tanto o corpo como a mente aumentam de poder. Para sermos saudáveis, precisamos cultivar pensamentos de saúde, pois a mente não pode ficar estacionária: se não avançar, ela irá se retrair. Se a mente não se ocupar com pensamentos elevados, terá pensamentos de natureza inferior, e gradativamente iremos perdendo o terreno já ganho. Quando a mente se eleva e adquire mais maturidade, não apenas conservamos as boas coisas conquistadas, como ainda passamos a adquirir novas coisas ainda melhores do que as do passado. Portanto, se desejarmos o crescimento abundante de nossas vidas, precisamos nos aprofundar diariamente em nossa compreensão da Verdade. Quando nos consciencializarmos da Verdade de nossa vida, ou seja, quando fortalecermos a convicção da perfeita saúde pertencente à nossa Imagem Verdadeira, teremos a melhoria de nossa saúde física proporcionalmente a esse crescimento de consciencialização da Verdade. Precisamos consciencializar que unicamente nossa Imagem Verdadeira é real.”

Masaharu Taniguchi

terça-feira, 27 de dezembro de 2011



As cerimonias de Gratidão aos Antepassados são, geralmente, programadas nas reuniões locais e nas Academias.
Orar pelos antepassados é transmitir o sentimento de amor e gratidão àqueles que nos antecederam.
“A Vida de todo ser humano está ligada aos antepassados, se não agradecermos às raízes da Vida, seremos como a flor amputada do caule: por mais que seja bela e vistosa, logo murchará e secará.” Seicho Taniguchi.


Leia os livros: Alegria de Cultuar os Antepassados e Melhore seu Destino Orando pelos Antepassados.

Sobre nossos antepassados

Grau de aprimoramento espiritual

Os nossos antepassados, embora seus corpos carnais tenham perecido, continuam a existir como corpos espirituais, os quais se apresentam sob os mais variados aspectos, em conformidade com o grau de aprimoramento de cada um.
As pessoas que tiveram baixo grau de aprimoramento espiritual nesta vida e viveram mal também continuarão a viver mal no mundo espiritual enquanto não alcançarem maior grau de aprimoramento. Por essa razão, também no mundo espiritual há pessoas doentes e pessoas aflitas.
Se queremos que nossa vida no mundo espiritual seja boa, devemos atingir o grau de aprimoramento que nos possibilite isso.

(O Que é Seicho-No-Ie – págs. 114/116)

2) Vibrações mentais

Mesmo depois de deixar esta vida e passar para o mundo espiritual, as pessoas conservam durante algum tempo, no nível do pensamento, os hábitos que mantiveram ao longo de sua existência terrena. Por isso, mesmo destituídos de corpo carnal, muitos espíritos ainda mantêm o desejo de comer.
Para esses espíritos, devemos fazer oferendas de alimentos.

O mundo espiritual é constituído unicamente de vibrações mentais. Por isso, fazemos a oferenda de alimentos às almas dos entes queridos que se encontram no mundo espiritual, para que eles, servindo-se de nossas vibrações mentais que ali chegam sob a forma de alimentos, fiquem satisfeitos.
Naturalmente, existem espíritos elevados, que tem a convicção de que o corpo carnal é inexistente e que todos os seres vivos são vivificados pela Vida de Deus, mesmo que não comam nada. Esses espíritos não sentem desejo de comer. Porém, as oferendas que lhes são feitas com o carinho e respeito proporcionam grande alegria a eles e contribuem para seu maior “crescimento”.

(O Que é Seicho-No-Ie – págs. 116/117)

3) Os espíritos vivem “alimentando-se” das vibrações mentais

As boas vibrações mentais constituem “alimentos muito nutritivos”, que promovem seu crescimento; e as más vibrações mentais constituem elementos nocivos, que provocam a degradação.
É importantíssimo transmitirmos a elas as vibrações mentais da Verdade, para que as assimilem e alcancem o despertar. Isso constitui a melhor forma de cultuá-las. Por isso, aconselha-se ler para elas as Sutras e Livros que contenham palavras da Verdade, tais como a Chuva de Néctar da Verdade e A Verdade da Vida, da Seicho-No-Ie, a Bíblia ou as sutras budistas.
www.sni.org.br
Facebouk Associação SNI Portugal

VALE A PENA VER E OUVIR(inédita)

sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

“Lar do Progredir Infinito”

O professor Myazaki lembra que pessoas pessimistas “possuem a tendência de ter uma vida muito triste, péssima, enquanto que os optimistas tendem a ter uma vida ótima; pessoas que vivem em desarmonia, guardando rancor, a tendência é ficar doente… Se pensarmos que estamos lambendo um limão aparece água na boca – para nós vermos como é nossa mente. Se guardarmos ódio, mágoa e rancor, o que vai acontecer com nosso corpo? Ele vai adoecer”.

Por isso, entre as áreas que a Seicho-No-Ie trabalha estão o auto conhecimento , a força da mente, a harmonização: “A harmonização é fundamental; muitas vezes, o ego impede as pessoas de manifestarem a harmonia: ‘Eu estou com a razão’... e quer impor, quer mandar, entra em conflito, e quando nem se espera já se está guardando mágoa, ódio, rancor e raiva da pessoa com quem ela não consegue se harmonizar.

Com isso, muitos morrem precocemente devido a doenças que a própria pessoa ocasionou, por aqueles sentimentos de raiva e ódio que ela fica guardando. Então nós ensinamos as pessoas a viver em harmonia, fazer do lar um lar harmonioso. Por isso, ao pé da letra Seicho-No-Ie significa ‘Lar do progredir infinito’. A harmonização começa no lar, muitas pessoas sofrem com dor de cabeça, enxaqueca… tem que conferir com os pais.

Mulheres que têm cólicas menstruais é conflito com os pais. Muitas pessoas se curaram desse problema quando aprenderam a amar papai e mamãe. Pessoas com dor na região umbilical têm problemas, porque ela nasceu através do cordão umbilical. Muitos dizem que não tem nada, mas na verdade confundem esquecimento com perdão. Esquecer não significa que perdoou. As pessoas ‘guardam’ as coisas ruins para si, e isso acaba se manifestando de maneira somática (no corpo), são as chamadas doenças psicossomáticas”.




Perdoar é esquecer

O professor Myazaki salienta ser por isso que a medicina psicossomática está muito em evidência hoje: “É por isso que aquele provérbio ‘mente sã em corpo sã’ é correto: dentro da mente harmoniosa, o estado da pessoa física fica bom; a pessoa passa a ter uma vida melhor, a própria expressão facial e até a sorte dela muda. Hoje é comum a pessoa dizer: ‘Ah, estou desempregado e não arrumo emprego’. Isso é porque ela está tão ressentida com o antigo emprego, que ela está amarrada ao passado.

Fiz uma palestra em Presidente Prudente (SP) e falei que tem gente que não arruma emprego porque ainda está mal com o antigo patrão, ou o antigo colega com quem trabalhou. E tinha lá uma moça muito magoada porque através de uma fofoca de uma colega, foi demitida. Quando ela assistiu essa palestra, ela começou a perdoar, perdoar e perdoar, do fundo do coração e mentalmente, tanto o ex-patrão e a ex-colega.

E três dias depois, o ex-patrão foi à sua casa pedindo perdão pelo erro cometido e convidando-a para voltar ao trabalho”, relata o professor. E alerta para outra situação bastante comum: as pessoas que dizem ter perdoado, mas não conseguem esquecer: “Elas na verdade não perdoaram”, alerta.

Aos xanxerenses, Heitor Myazaki deixou sua mensagem: “Comece dentro do seu lar e dentro de você viver em harmonia, porque a nossa bandeira reflecte isso: ordem e progresso. Quando existe ordem e harmonia em nosso interior, consequentemente virá o progresso. O lar que está em harmonia, progride. O lar que está em desarmonia sempre tem problema de saúde e problema financeiro”.
http://www.sni.org.br/tv1.htm

sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

terça-feira, 29 de novembro de 2011

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

terça-feira, 15 de novembro de 2011

segunda-feira, 14 de novembro de 2011

sábado, 5 de novembro de 2011

http://www.sni.org.br/tv1.htm
Seicho No Ie - Vídeos: Filosofia que transcende a farmacologia

quarta-feira, 2 de novembro de 2011

Oração para sermos infinitamente ricos


*** Deus é a Fonte Original de tudo quanto existe. Tudo aquilo que existe e também todas as riquezas provêm de Deus. Nada existe que tenha se originado de outra fonte. O homem, como “filho de Deus”, é herdeiro de Sua provisão infinita. Assim sendo, ele pode dispor sempre da provisão infinita, recebendo aquilo de que precisa, na medida de suas necessidades. A riqueza não é, em absoluto, constituída apenas de dinheiro e outros bens materiais. Ser rico é ter aquilo que é imprescindível ao homem, sejam as coisas sem forma, sejam os valores espirituais como, por exemplo,, o amor, sejam os bons amigos, os bons colaboradores, os bons companheiros. Eu como “filho de Deus”, recebo diariamente tudo aquilo que é necessário e que constitui a riqueza. Portanto, já sou infinitamente rico. Prosperidade é um atributo normal ao “filho de Deus”. Assim sendo, jamais virá a pobreza. Meus negócios prosperarão infalivelmente, e meus planos sempre atingirão a meta. Orientado por Deus, eu consigo tomar as providencias mais adequadas, de acordo com a questão, com a ocasião e com as pessoas. Posso dinamizar qualquer empreendimento, mesmo aquele que está em fraco declínio. Isto porque Deus me deu sabedoria para concretizar a prosperidade. Face a um empreendimento inadequado para a época, posso dar-lhe um rumo apropriado e injectar-lhe nova vida. Deus é Sabedoria Infinita, é Liberdade Infinita. Portanto, eu também não preciso, em absoluto, sujeitar-me aos velhos métodos já ultrapassados. Abandono o que deve ser abandonado; suprimo o que deve ser suprimido; vivifico o que deve ser vivificado; mudo o que deve ser mudado; enfim, supero todas as dificuldades e nunca ficarei numa situação sem saída. Mesmo diante de um obstáculo aparentemente intransponível, descubro um novo caminho e uma nova missão ainda mais grandiosa que a anterior. Sou “filho de Deus”. O Pai, que é Omnisciente, Omnipotente e Fonte da Provisão Ilimitada, orienta-me com Sua Sabedoria e preenche-me com abundantes provisões. Por isso eu percorro o Caminho da prosperidade, mesmo nos tempos de crise económica. Um “filho de Deus” jamais fracassa. Ainda que ocorra um aparente fracasso, isso é, na verdade, o primeiro passo para o progresso; é a “esquina” por onde se chega ao mundo mais iluminado. Portanto, qualquer que seja a situação, não fico deprimido nem me deixo levar por preocupações infundadas e, sempre com a mente alegre, avanço a passos largos pelo caminho da vitória. Neste momento, orientado por Deus, consciencializei profundamente a Verdade da Provisão Ilimitada. Doravante, jamais farei “auto-limitação”. O canal da provisão que me liga a Deus está amplamente aberto e, nesse exacto momento, estão fluindo em mim, como vigorosas torrentes, o Amor Infinito, a Sabedoria Infinita, e a Vida Infinita de Deus; e estão sendo “enviados” para mim bons colaboradores, bem como recursos e fundos necessários. Agradeço profundamente a Deus, que me ensinou esta Verdade. Muito Obrigado! ***

A Verdade em Orações –Masaharu Taniguchi

www.sni.org.br
Facebook Seicho no ie Online Portugal

terça-feira, 1 de novembro de 2011

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

O HOMEM É PERFEITO E COMPLETO


As boas palavras são aquelas que brotam do Mundo Substancial (Mundo da Imagem Verdadeira). São palavras que estão de acordo com as directrizes traçadas por Deus.
As más palavras são insubstanciais e vazias; são palavras que não seguem os planos de Deus. As coisas que surgem a partir das palavras insubstanciais são também insubstanciais: embora pareçam existir, elas não existem. Tais fenómenos são chamados "fenómenos vazios" ou "fenómenos falsos".
Os fenómenos manifestados pelas boas palavras são extensões da Realidade do Mundo da Imagem Verdadeira e chamam-se "fenómenos autênticos".
Os "fenómenos autênticos" são extensões das próprias palavras de Deus e são, portanto, abençoados por Ele. Deus quer Se expressar. Os "fenómenos autênticos" são formas de auto-expressão de Deus, são extensões de Deus e são a vontade de Deus realizada "assim na terra como no céu". Os "fenómenos autênticos" são projecções da Luz de Deus que desce do céu; são expressões das Ideias de Deus.
Devemos compreender que também dentre os fenómenos existem os autênticos e os falsos.
Quando negamos o fenómeno dizendo "o fenómeno não existe", estamo-nos a referir ao fenómeno falso". A afirmação "quando o espírito de Deus entra em vibração e se manifesta como Palavra, desenvolvem-se todos os fenómenos, e todas as coisas passam a ser", refere-se ao fenómeno autêntico".

Livro: A Verdade da Vida Vº 38, Masaharu Taniguchi

www.sni.org.br

Facebook, Seicho-No-Iê Online Portugal

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Oração do dia 19


- Palavras para expressar a comunhão com Deus -.
- Neste momento, encontro-me no recôndito do Templo do Senhor Supremo. Estou diante de Deus, e minha alma está em paz. Agora, o que é mundano não entra no meu campo visual. Neste instante desligo-me do mundo dos cinco sentidos e entro em retiro no âmago do mundo espiritual. Estou em contacto com Deus – que é o todo de tudo. Abasteço-me nesta fonte de vida, paz e prosperidade. Estou na presença de Deus – e Ele renova minhas forças. Minha mente se abre, e minha alma aguarda a revelação de Deus. Meu corpo recebe a infinita força curativa de Deus. Livre de todo e qualquer temor, estou em paz do âmago do sereno mundo espiritual. Nenhum infortúnio pode me acometer. Nenhum mal pode me atormentar, pois não temo o mal, ciente de que ele não é força real. Vejo apenas o bem, ouço apenas o bem. Diante de mim, tudo se apresenta belo e bom. Confio plenamente na força renovadora e no poder criador de Deus. Creio em Deus e sinto-me repleto de júbilo. Expresso minha sincera gratidão a Deus -

www.sni.org.br

Facebook, Seicho no ie Online Portugal

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

2ª Parte Harmonia Familiar - Preletor Celso Aparecido Domingues - Seicho...

Pensar antes de reagir



"Pensar antes de reagir é uma das ferramentas mais nobres de quem decifra os mais altos níveis do código da autocrítica.

Nos primeiros trinta segundos de tensão, cometemos os maiores erros de nossa vida, falamos palavras e temos gestos diante das pessoas que amamos que jamais deveríamos expressar.
Nesse rápido intervalo de tempo, somos controlados pelas zonas de conflitos que bloqueiam milhares de outras janelas, impedindo o acesso de informações que nos subsidiariam a serenidade, a coerência intelectual, o raciocínio crítico.
Um intelectual pode dar uma conferência brilhante e responder a todas as perguntas da plateia com maestria, mas quando um colega de trabalho faz uma pergunta que o contraria, pode perder a serenidade da resposta. Reagir sem elegância.
Um médico pode ser muito paciente com as queixas de seus pacientes, mas muitíssimo impaciente com as reclamações de seus filhos. Pensa antes de reagir diante de estranhos, mas não diante de quem ama. Não sabe fazer a oração dos sábios nos focos de tensão, o silêncio. Só o silêncio preserva a sabedoria quando somos ameaçados, criticados, injustiçados.
Se vivermos debaixo da ditadura da resposta, da necessidade compulsiva de reagir quando pressionados, cometeremos erros, alguns muito graves. Vivemos em uma sociedade barulhenta, que frequentemente detesta o silêncio.
Cada vez mais percebo que as pessoas estão perdendo o prazer de silenciar, se interiorizar, reflectir, meditar.
O dito popular de contar até dez antes de reagir é imaturo, não funciona. O que estou propondo é o silêncio filosófico. O silêncio não é se aguentar para não explodir, o silêncio é o respeito pela própria inteligência. É o respeito pela própria liberdade, a liberdade de se obrigar a reagir em situações stressantes.
Quem faz a oração dos sábios não é escravo do binómio do bateu-levou. Quem bate no peito e diz que não leva desaforo para casa, não decifrou o código de pensar nas consequências de seus actos. Quem se orgulha que vomita para fora tudo o que pensa, machuca quem mais deveria ser amado. Não decifrou a linguagem do autocontrole.
Não existem relações perfeitas. Não existem almas gémeas, que tenham os mesmos gostos, pensamentos e opiniões iguais o tempo todo, a não ser no cinema. Decepções fazem parte do cardápio das melhores relações. Nesse cardápio, precisamos do tempero do silêncio para preparar o molho da tolerância.
Para conviver com máquinas, não precisamos do silêncio nem da tolerância, mas com seres humanos elas são fundamentais. Ambas são frutos nobres do código da autocrítica, do código da capacidade de pensar antes de reagir.
Preservam a saúde psíquica, a consciência, a tranquilidade.
O silêncio e a tolerância são o vinho dos fortes, a reacção impulsiva é a embriaguez dos fracos. O silêncio e a tolerância são as armas de quem pensa, a reacção instintiva é a arma de quem não pensa. É muito melhor ser lento no pensar do que rápido em machucar.
É preferível conviver com uma pessoa simples, sem cultura académica, mas tolerante, do que com um ser humano de ilibada cultura saturada de radicalismo, egocentrismo, estrelismo. Sabedoria e autocrítica não se aprende nos bancos de uma escola, mas no traçado da existência."

Augusto Cury

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Orientações do Preletor Heitor Miyazaki


– Preletor da Sede Internacional -
Auto-flagelação, principalmente nas costas (solteira, 24 anos).
O Mestre Masaharu Taniguchi escreve no livro A Humanidade é Isenta de Pecado exactamente sobre esses detalhes. Karl Menninger no livro O Homem contra si Próprio menciona que o ser humano normalmente tem duas coisas dentro dele: amor e ódio. Uns têm pouco, outros têm em excesso. Falo do ódio! A pessoa tem amor, mas tem ódio de outros e, também, de si própria; não percebe, mas esse ódio de si própria vai levando à auto-flagelação, auto-punição e autodestruição. Dentro desse processo, muitos são arrastados para o suicídio. Isso porque trazem no inconsciente o desejo de se auto-destruir, não se valorizar, desejo de auto-punição. Por causa de uma série de coisas que aconteceram - fracassos, coisas que não deveria ter feito, sentimento de culpa muito forte - a pessoa passa a se odiar... Deve-se tirar esses pensamentos que buscam a auto-flagelação e autodestruição lendo e relendo os livros da Verdade. No subconsciente da humanidade está muito forte a ideia do pecado, de que “não tem saída” a não ser pagar o pecado. Trazemos isso de muitas outras encarnações e, por isso, deve-se ler e reler para entender.
Quem tem muitas dores nas costas, precisa agradecer; voltar-se mentalmente para a infância e lembrar de quando sua mãe pedia para fazer alguma coisa, um trabalho, e você fazia “bufando”, reclamando, com “bico de tucano”... rsrs. Agradeça, e essas dores nas costas vão desaparecer. Um caso que aconteceu no Rio de Janeiro: uma senhora que há mais de vinte anos foi fazer cirurgia de um quisto sebáceo, o médico errou o lugar e afectou o nervo desde atrás da orelha até o dedo central da mão. Ela me perguntou:
- Devo processar o médico?
- Não, a senhora deve processar a sua mente. No passado, a senhora não ficava falando que era pecadora? Não aprendeu isso?
- Estudei numa escola onde éramos obrigados a ficar num canto, com um galho batendo nas costas e dizendo: ‘Sou pecadora, sou pecadora, sou pecadora!”.
- Está vendo? Por isso acontecem essas coisas! Auto-punição de tanto pensar que tem que pagar o pecado! Então, agradeça, agradeça! Leia os livros, faça a Meditação Shinsokan, e essas dores vão desaparecer.
Nesta semana assisti ao filme “Ben-Hur”. Já tinha assistido duas vezes na década de 60, época em que era o filme mais assistido. É um filme muito bom, ganhador de vários Óscares. Na ocasião, o que ficou gravado na minha memória foi a parte da corrida, mas assistindo agora, detalhadamente, outras partes me emocionaram. Eu não me emocionei nas outras vezes porque não tinha entendido bem. Com o livro é a mesma coisa, depois de ler dez, trinta vezes, aí você começa a entender e diz: “Por que eu não vi isso antes?” Isso mostra que o subconsciente é muito vasto. Por isso, leia, raleie e copie o livro A Humanidade é Isenta de Pecado e as coisas começam a mudar. A preletora Leni da Regional Araçatuba, contou que o seu marido sofreu dois AVC’s no mesmo dia, e o médico falou: ”Não tem jeito, ele vai durar no máximo seis dias”. Ela correu à papelaria, comprou um caderno de caligrafia e começou a copiar o livro. E, quando terminou, aconteceram dois milagres: o marido ficou curado e a caligrafia dela ficou bonita... rsrs. E o marido está vivo até hoje. Por isso, leia e raleie, e as coisas começarão a mudar...

www.sni.org.br
Facebook. Seicho No Iê Online Portugal

domingo, 9 de outubro de 2011

Oração do dia 9


Palavras para afirmar a própria grandiosidade.
***Dentro de mim existe o Universo imenso, ilimitado. Sou mais grandioso do que as estrelas que contemplo numa noite de céu límpido. Percebo que sou dotado de singular capacidade para entender as estrelas. Sou superior às estrelas que brilham no céu, pois, além de compreendê-las, compreendo a mim mesmo. Sou um ser criado à imagem de Deus, que habita no reino dos céus. Sou um ser grandioso que caminha a passos largos pelo espaço sideral. Sou aquele que, tal como o Senhor do Universo, caminha na eternidade. Possuo mente, por isso domino o mundo. Neste momento, dou o primeiro passo como comandante de minhas próprias obras. Sou superior às estrelas; portanto, igualo-me à força que criou este mundo. Sim, sou um com a Força que criou o mundo. Vivo como um ser grandioso, transcendendo todos os temores, fraquezas e mesquinharias. Sou um ser superior às estrelas. Tenho a convicção de que Deus, que criou e sustenta o Universo, me protege e me dá toda a segurança. Por isso, minha alma é tranquila. Realmente, sou um com o Criador do céu e da terra. Agradeço,de todo o coração, a Deus-Pai ***.

www.sni.org.br
Facebook. Seicho No Iê Online Portugal

quarta-feira, 5 de outubro de 2011

ORAÇAO PARA SE DESENVOLVER VENCENDO AS DIFICULDADES



Deus é a fonte originária do Universo e contém em Si o infinito.
Tudo que existe no universo é imagem do infinito conteúdo de Deus, que se projecta continuamente na tela de tempo e espaço.
Devido a isso, não há dúvida de que hoje é melhor do que ontem, e amanhã será melhor do que hoje.
Mesmo que temporariamente se manifeste uma situação tenebrosa, não precisa ficar deprimido, absolutamente.
Mesmo quando tudo parece escuridão, o trabalho de manifestação da Vida está sendo realizado: diz-se que as plantas crescem mais durante a noite.
Também a nossa alma, justamente quando a circunstância é adversa e tudo ao nosso redor parece "negro", faz reflexões e esforços diversos, e então se desenvolve, evolui e progride nos aspectos que foram descuidados enquanto tudo corria bem.
Aos olhos carnais parecem existir dois aspectos na vida - o claro e o escuro -, mas para a nossa alma ambos os aspectos são oportunidades para seu crescimento e evolução.
Coisas más não existem em lugar algum do Universo.
O mal inexiste originariamente; tampouco situações decepcionantes e desalentadoras.
Minha aspiração é impulso da aspiração de Deus, que está se concretizando através do canal de manifestação que sou; portanto, desde que eu não o obstrua com minhas próprias vacilações, hesitações covardes e temerosas, infalivelmente essa aspiração se concretizará.
A palavra "impossível", já que meus desejos não causam infelicidades ou prejuízos aos outros, não existe no meu Dicionário da vida.
A partir de hoje, digo adeus a todas as vacilações e hesitações covardes e temerosas.
Trilho corajosamente o caminho da concretização do desejo.
Como Deus é quem me conduz, jamais me perco no caminho.
Digo adeus a toda infelicidade, desgraça, doença e pobreza, porque originariamente inexistem no Filho-de-Deus, e não passam de sombras da ilusão.
Conheci agora, muito mais nitidamente do que antes, a Verdade do Homem-Filho-de-Deus. Iluminado pela luz dessa Verdade, caminho dentro da luz.
Onde resplandece a luz da Verdade, a treva desaparece.
Por eu caminhar dentro da luz pela ampla estrada indicada por Deus, em todo lugar aonde eu me dirijo a escuridão se transforma em claridade e os caminhos íngremes se aplainam.
Por eu acreditar em Deus, por crer na Sua orientação e por avançar recebendo sempre a Sua Sabedoria, minha mente não é assolada pela dúvida um instante sequer.
Para nossa família, que é orientada por Deus, não existe preocupação, insegurança ou ansiedade em relação ao amanhã.
Iluminados pela luz de Deus, caminhamos pela ampla estrada da vida, e somos verdadeiramente felizes.
Agradeço profunda e sinceramente a Deus!

Livro: A Verdade em Orações, Masaharu Taniguchi.

www.sni.org.br

Facebook, Seicho No Iê Online

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

http://www.youtube.com/watch?v=JTonIe01Izo&feature=related

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Orientações do Prof. Heitor Miyazaki


Qual seria a razão de dores intensas nos joelhos?
Leia o livro Conquiste a Felicidade com Amor. Tome cuidado para não criticar e não ficar pegando “no pé” dos outros. Quem é muito correto e perfeccional acaba sendo muito crítico. Não podemos ter apego a ser correctos demais, justiceiros. Ser correto dentro da honestidade, sim. Mas não “correto” no sentido de querer corrigir o outro, julgando... Esse tipo de atitude, é que dá dores nos joelhos, artrose e artrite. Nós, muitas vezes, mesmo que inconscientemente, ficamos criticando as pessoas e, nesse momento, perdemos a compreensão. Não podemos perder a compreensão. Devemos sempre manter a docilidade, o amor. Devemos entender e perdoar. Quando não julgamos as pessoas, não temos problemas. Não estando internamente bem connosco mesmos, acabamos até culpando o próximo pelo fato de não estarmos conseguindo aquilo que desejamos. É isso o que a senhora Mann falou para aquela mulher que queria ser escritora (no livro O Amor Supera o Castigo). É exactamente isso o que acontece. O dr. Liedmann fala a mesma coisa: quando a pessoa não consegue algo, prefere culpar alguém pelo seu fracasso. Por guardar raiva, fica com problemas no joelho. Na verdade, a pessoa está com raiva dela mesma, por não conseguir o que desejou. Precisamos aprender a assumir nossas responsabilidades, não ficar culpando o outro, nem ficar criticando ninguém. Faça isso, procure se policiar para não desenvolver mais o hábito de julgar, de criticar, de ficar resmungando. Com essa atitude, o joelho sara.

www.sni.org.br

Facebook Seicho No Ie Online Portugal

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Como evocar a Sabedoria de Deus


Quando é totalmente abandonada a sabedoria do homem, então surge a Sabedoria de Deus. O facto de a Sabedoria de Deus não se manifestar onde estiver persistindo a sabedoria do homem, está expresso no Gênesis através do simbolismo de Adão e Eva, que foram expulsos do jardim o Éden por terem comido do fruto da sabedoria. Rejeitar a sabedoria do homem não significa, absolutamente, rejeitar a ciência nem assumir atitude anti científica. Até a Teoria da Existência dos Mésons, do dr. Hideki Yukawa (Prêmio Nobel de Física, 1949), foi concebida quando ele descansava após o jantar e encontrava-se em estado mental de completo desprendimento, isto é, quando desapareceu a sabedoria humana e surgiu a sabedoria suprema. Muitos cientistas e inventores possuem diversas experiências religiosas dessa natureza.

Mesmo quando o consciente está inactivo, o subconsciente está trabalhando

Não são nada bons os planos concebidos nos momentos em que a mente está tomada por temor, preocupação, ira, avareza ou nervosismo. Em tais momentos, o homem não consegue captar as ondas das ideias construtivas, sadias e lúcidas vindas do excelso mundo espiri­tual, pois estas são interceptadas pelas perturbadas ondas mentais do homem. Se a sua mente estiver preenchida somente por pensamentos puros e elevados, você conseguirá sintonizá-la perfeitamente com Deus apenas com as palavras “Ó Deus” ou “Ó meu Deus”. Então, será que ficando com o consciente inactivo, sem pensar em nada, conseguiremos captar com perfeição as vibrações espirituais de Deus? Nem sempre isso é possível. Para o consciente ficar “sem pensar em nada”, bastaria dormir. Mas o subconsciente está, por hábito, sempre pensando em algo. Portanto, quando o consciente fica simplesmente inactivo, é frequente captar vibrações de almas errantes.

É necessário algo mais que o estado inactivo do consciente

Então, para sintonizar com Deus, torna-se necessário algo mais que o simples estado inactivo do consciente. Certo ano, visitou-nos certa pessoa chamada Loffe­, dizendo-se missionário de uma nova seita fundada no Sudeste asiático. O fundador dessa seita era uma pessoa letrada, porém pregava a Verdade citando eloquentemente textos da Bíblia e das demais escrituras religiosas do mundo. Era considerado pessoa real­mente sobre-humana, sintonizava com Deus. Argumentava que, apenas ouvindo ou lendo, a Verdade seria compreendida superficialmente pelo cérebro, e que a Verdade pura só poderia ser transmitida directamente de alma para alma. Por isso o fundador não escrevia livros sobre os ensinamentos e usava o seguinte processo para transmitir a Verdade às pessoas: o interessado sentava-se em frente ao orientador e concentrava seu espírito até ficar com o consciente inactivo. Então, o espírito do orientador iluminado comu­nicava-se directamente com a Imagem Verdadeira do espírito do praticante e o despertaria. Loffe dizia ter despertado directamente pelo fundador, e, por isso, considerava-se alguém com a Imagem Verdadeira despertada, dotado de capacidade espiritual para despertar a Imagem Verdadeira do próximo. Viera propor que recebêssemos dele a transmissão directa. Que pensa o(a) leitor(a) a respeito disso?

O “consciente inactivo” ou a “concentração em Deus”?

Loffe veio à minha casa com um intérprete e, depois de expor sua intenção, completou: “Quando faz a concentração mental sentado face a face com o orientador, é melhor que o praticante fique com o consciente inactivo, sem pensar em nada. Por mais que mentalize palavras positivas com a mente cerebral ilusória, isso será inútil, pois seria o mesmo que estar limpando a fumaça com outra fumaça. Abandonando o esforço cerebral e deixando o consciente inactivo, o espírito do orientador limpará com sua força espiritual a fumaça da mente e despertará a Imagem Verdadeira do praticante. Consequentemente, tudo irá melhorar”. Loffe e eu discutimos alguns instantes sobre isso. Eu asseverei o seguinte: “Fazendo a concentração mental sem pensar em nada, o consciente do homem perde a capacidade de seleccionar as vibrações vindas de fora e corre o risco de sofrer interferências de ondas mentais de alguma ‘alma em ilusão’. O melhor, portanto, é mentalizar as palavras ‘Deus é infinita Sabedoria, infinito Amor, infinita Vida...’, e assim concentrar a mente em Deus, para não capturar outras ondas espirituais. A Meditação Shinsokan é superior à prática espiritual que você preconiza”.
Para o(a) leitor(a), qual dos dois seria o certo?

E quando o corpo começar a se agitar sob influência espiritual?

Os argumentos de Loffe eram bastante convincentes, e o moço que veio como intérprete impressionou-se com suas palavras e resolveu, juntamente com outro rapaz, adepto da Seicho-No-Ie, receber a corrente espiritual de Loffe. Pedi ao intérprete que me informasse, a título de curiosidade, tudo que ele sentisse durante a prática. E veio dele a seguinte comunicação: “Fechando os olhos e ficando em silêncio, sem pensar em nada, ouço Loffe proferir uma espécie de invocação... Agora sinto, independente de minha vontade, um tremor em todo o meu corpo, como se estivesse recebendo um choque eléctrico, e estou sentindo um pouco de êxtase”. Percebi, então, que era um truque. Loffe deixava o praticante extasiado, fazendo-o crer que estava recebendo a luz espiritual através desse fenómeno. Deve-se tomar cuidado com esse tipo de fenómeno.

São perigosos os tremores durante a prática espiritual

Escrevi posteriormente uma carta ao moço, advertindo-o: “É muito perigoso esse tipo de prática espiritual. O tremor do corpo que ocorre quando você fica com a mente vazia, é provocado pelas ondas espirituais vindas do orientador ou por causa de algum espírito inferior que penetra em você. Portanto, isso não serve para o despertar espiritual da sua Imagem Verdadeira. As agitações violentas são provocadas pelo grupo de espíritos que acompanham o espírito-líder incorporado no orientador. Aproveitando-se da situação em que o praticante está com o consciente inactivo e sem forças para seleccionar as ondas que lhe chegam, eles se apossam do praticante e provocam a agitação. Se forem espíritos benfeitores e elevados, o resultado será benéfico; porém, no caso de serem espíritos inferiores e não esclarecidos, poderão ocasionar perigos. Por esse motivo, é melhor abandonar esse tipo de prática. Satanás, que tentou Jesus Cristo na margem do rio Jordão, e o demónio que tentou Buda na margem do reino Nairanjana são esses espíritos em ilusão que provocam fortes tremores durante as práticas ascéticas”.

Como evitar a sintonização com espíritos inferiores?

Chegou, porém, a hora de pôr à prova o método de Loffe. Dos dois moços que receberam a corrente espiritual de Loffe, um enlouqueceu (o intérprete), e o outro ficou tuberculoso. Por que ocorreu agitação com eles durante a meditação? É que, castigando o corpo através de práticas ascéticas tais como jejum e outras penitências, o homem diminui o peso carnal e aumenta o peso espiritual (o termo “peso” é aqui empregado em sentido figurado, e não como o peso medido na balança). Com isso, rompe-se o equilíbrio entre o corpo e o espírito, ficando enfraquecida a força física e aumentado a energia espiritual. Consequentemente, os espíritos (elevados ou inferiores) que já estavam ligados à pessoa, entram em acção e provocam as agitações. As palmas das mãos justapostas em posição de oração ligam as correntes espirituais positiva e negativa, intensificam a vibração das ondas magnéticas da pessoa e a colocam em estado propício para captar as ondas espirituais vindas de fora. É como se tivéssemos ligado o rádio. Nesse estado propício à recepção de ondas, se a pessoa ficar com a mente vazia e perder a força de seleccionar as ondas, poderá ser invadida por espíritos inferiores. É muito raro receber espíritos elevados, mas isso pode acontecer; nesse caso, a pessoa poderá dizer verdades profundas.

(Taniguchi, Masaharu Taniguchi, A Verdade, vol. 9, pp. 119-125)

www.sni.org.br

Facebook Seicho no ie Online Portugal

sábado, 17 de setembro de 2011

ORAÇÃO PARA ABENÇOAR O LAR


Somos filhos de Deus! Esta casa é morada dos filhos de Deus! O Amor de Deus preenche esta casa, e os seus moradores estão preenchidos de paz, alegria e tranquilidade. Nesta casa preenchida de Amor de Deus não há de entrar nenhuma vibração mental nociva, tal como ódio, ressentimento, maldição, inveja ou hostilidade, pois tal vibração negativa não sintoniza com as nossas vibrações de harmonia e amor.

Este lar é realmente lar de Deus! Está preenchido pela Sabedoria de Deus; por isso, não há ninguém que conceba ideias estúpidas ou que cometa tolices. Os membros desta família, vivendo num ambiente repleto de vitalidade dinâmica, não perdem a beleza da ordem e da harmonia, que expressam a Beleza do mundo de Deus. A Sabedoria de Deus se manifesta como prudência, e não há vibrações que excedam o limite em nenhum aspecto de nossa vida. Por isso, o conflito não pode entrar neste lar; a apreensão não pode entrar neste lar; a tristeza não pode entrar neste lar. As vibrações de harmonia, alegria, amor e sabedoria abrangem todas as coisas.

Este lar é morada dos filhos de Deus, é lar de Deus. Está sempre repleto de vozes de bênção e louvor; e não se ouve nenhuma voz de ódio ou mágoa. Somos filhos de Deus, personificações da vontade de Deus; logo, neste lar não se ouvem comentários sobre defeitos alheios.

Este lar é morada dos filhos de Deus, é lar de Deus. Todos aqueles que visitam esta casa são filhos de Deus, trazem consigo o amor de Deus, são recebidos com o Amor de Deus, e nos abençoamos mutuamente num ambiente de cordialidade.

Este lar é morada dos filhos de Deus, é lar de Deus. É abundantemente provido de tudo que é necessário à nossa vida. Seja o que for que estejamos necessitando, se orarmos a Deus e agradecermos acreditando que “já o recebemos”, ele surge no momento e no lugar apropriados.

Este lar é morada dos filhos de Deus, é lar de Deus. Em todos os cantos resplandece a luz da Vida, todos estamos transbordantes da Vida, dinamismo e saúde, e não há ninguém que esteja doente. Todos estamos envoltos numa atmosfera de felicidade. Mesmo quando alguém parece adoentado, acreditamos que isso não passa de “projecção da mente”. Nesses momentos, cada membro da nossa família reflecte sobre seus pensamentos, afasta os maus pensamentos e manifesta sentimento de gratidão para com todas as pessoas, coisas e fatos. Purificando nossos pensamentos, desaparecem as más imagens projectadas, aparece a imagem perfeita da Imagem Verdadeira do filho de Deus, e todas as enfermidades são curadas.

Este lar é morada dos filhos de Deus, é lar de Deus, lar de alegria, lar de bênçãos, lar de gratidão, lar de harmonia, lar da prosperidade, lar da Vida Eterna!

Agradeço sinceramente a Deus!


(A Verdade em Orações – Volume. 1 – pág. 94 – Masaharu Taniguchi)

www.sni.org.br

Facebook, Seicho No Iê Online de Portugal

terça-feira, 13 de setembro de 2011

Aleluia - Roberto Carlos.wmv

milagresreais.blogspot.com

milagresreais.blogspot.com 2

Tv Transamérica - Seicho No Ie

Revelações Divinas.



Reconcilia-te com todas as coisas do céu e da terra. Quando se efectivar a reconciliação com todas as coisas do céu e da terra, tudo será teu amigo. Quando todo o Universo se tornar teu amigo, coisa alguma do universo poderá causar-te dano. Se és ferido por algo ou se és atingido por micróbios ou por espíritos baixos, é prova de que não estás reconciliado com todas as coisas do céu e da terra. Reflexiona e reconcilia-te. Esta é a razão porque te ensinei, outrora, que era necessário te reconciliares com teus irmãos antes de trazeres oferenda ao altar. Dentre os teus irmãos, os mais importantes são teus pais. Mesmo que agradeças a Deus, se não consegues agradecer a teus pais, não estarás em conformidade com a vontade de Deus. Reconciliar-se com todas as coisas do Universo significa agradecer a todas as coisas do Universo. A reconciliação verdadeira não é obtida nem pela tolerância nem pela condescendência mútua. Ser tolerante ou ser condescendente não significa estar em harmonia do fundo do coração. A reconciliação verdadeira será consolidada quando houver recíproco agradecer. Mesmo que agradeça a Deus, aquele que não agradece a todas as coisas do céu e da terra não consolida a reconciliação com todas as coisas do céu e da terra. Não havendo a reconciliação com todas as coisas do Universo, mesmo que Deus queira te auxiliar, as vibrações mentais de discórdia não te permitem captar as ondas da salvação de Deus. Agradece á Pátria. Agradece a teu pai e a tua mãe. Agradece a teu marido ou a tua mulher. Agradece a teus filhos. Agradece a teus criados. Agradece a todas as pessoas. Agradece a todas as coisas do céu e da terra. Somente dentro desse sentimento de gratidão é que poderás ver-Me e receber a Minha salvação. Como sou o Todo de tudo, estarei somente dentro daquele que estiver reconciliado com todas as coisas do céu e da terra. Não sou presença que possa ser vista aqui ou acolá. Por isso não me incorporo em médiuns (*). Não penses que chamando por Deus através de um médium, Deus possa Se revelar. Se queres chamar-Me, reconcilia-te com todas as coisas do céu e da terra e chama por Mim, porque sou Amor. Ao te reconciliares com todas as coisas do céu e da terra, aí, então, Me revelarei.
(Revelação Divina da noite de 27 de Setembro de1931)

www.sni.org.br
Facebook Seicho No Iê Online Portugal

quarta-feira, 7 de setembro de 2011

- Quando as orações falham -



"O factor tempo"
- Se a oração é uma actividade que envolve globalmente a pessoa, seria precipitado considerá-lo como simples expediente para realização de desejos.
Na verdade, enquanto a pessoa ora com total sinceridade, aprende muito durante esse processo até á realização do objectivo.
E consegue finalmente atingir a essência da oração, que é o estágio mais elevado.
Mas, em todos os actos da vida,e possível ocorrer falhas.
E essas falhas contêm um significado. Sempre existe motivo para que aconteçam falhas. Quando se encontra esse motivo, pode-se afirmar que o" insucesso também é a mãe da sucesso".
Mas, então, em que circunstancias a oração pode falhar?
Livro: Assim se Concretiza o Bem,Pág. 275, Masaharu Taniguchi.

www.sni.org.br

Facebook. Seicho No Iê Online Portugal

sexta-feira, 2 de setembro de 2011

- Para eliminar o medo de doença -


Ao orar pela cura de um doente é preciso ter a inabalável convicção de que o homem é filho de Deus, perfeito e saudável. Se houver um mínimo abalo nessa convicção, a oração não surtirá efeito, pois o doente captará vibrações mentais de insegurança. Ao orar com a convicção de que o homem é filho de Deus manifestar-se-á o homem filho de Deus. Se, no entanto, orar c...om a convicção de que a doença existe, esta continuará a se manifestar. Por isso, antes de orar pela cura da doença é necessário que haja a convicção inabalável de que o homem é filho de Deus. Assim, quando se tem a firme convicção de que o doente deitado à sua frente é na verdade um homem saudável, pode-se dizer que este já está curado, independente da forma aparente em que ele se encontra. Porém, para se alcançar esta convicção, a pessoa que ora deverá purificar a sua própria mente através da auto-mentalização. Quando sua convicção for abalada por um médico que diz, por exemplo, “Não há esperança porque é uma doença incurável”, expulse o temor e a insegurança da sua mente, orando assim:

As palavras do médico não me afectam.
O médico não sabe refazer o corpo humano
porque não foi ele que o criou.
Deus é a fonte criadora:
criou os ossos a partir de um ovo
que não tinha ossos,
criou os órgãos a partir de um ovo
que não tinha órgãos.
Por isso, por mais que os ossos
ou os órgãos estejam afectados,
Deus, que cria tudo a partir do “nada”,
pode restaurá-los com a maior facilidade.
Do livro: Minhas Orações - Masaharu Taniguchi

www.sni.org.br

Facebook, Seicho no ie Online Portugal


quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Oração para receber a proteção e a sabedoria de Deus

Seminário do Sucesso-Divulgação-SNI Portugal.m4v

Orientações do Prof. Heitor Miyazaki


Minhas mãos são muito frias e tenho má circulação nos pés. Por isso tenho tendinite nas duas mãos. Meu irmão mais novo também sofre do mesmo problema. Como resolver isso? (45 anos, casada

Isso pode acontecer quando ocorreram mortes trágicas na família, como o aborto. No livro Pela Paz dos Anjinhos, o professor Kamino Kusumoto explica que, quando a criança tem mãos geladas, pés gelados, come muito doce, ou troca a noite pelo dia, essas são reacções de pessoas que têm irmãos no mundo espiritual em consequência de aborto provocado. Neste caso, a mãe deve dar um nome para a criança, pedir perdão e fazer a leitura da Sutra Sagrada para ela. Tem pessoas que argumentam “eu fiz Culto Perpétuo”; no entanto, há também a necessidade do amor e do arrependimento para com os filhos que estão no mundo espiritual. Às vezes não foi a mãe que fez aborto, e sim o pai que, no passado, tenha mandado uma namorada abortar. Existem muitos casos assim. E também há casos em que o aborto aconteceu ou foi praticado pelos avós e não pelos pais. Assim, há a necessidade de verificar quantos foram, dar nome a eles e proceder como explicado acima.

www.sni.org.br

Facebook, Seicho no iê Online de Portugal


Orientações do Prof. Heitor Miyazaki


Tenho muita ansiedade e desânimo. Sempre que aparece um obstáculo fico para baixo e acabo desistindo do que queria. Como devo proceder? (Casado, 36 anos).

Sugiro que leia o Livro dos Jovens, de cinco a dez vezes. Quanto mais você ler, mais ficará gravado no seu subconsciente. Quanto é “5 x 5”? Rapidamente você dá a resposta certa porque gravou no subconsciente. Então, na hora em que você precisa ela vem. Se você ler várias vezes o Livro dos Jovens, aquelas palavras vigorosas da Verdade vão ficar gravadas no subconsciente. No momento em que você estiver diante de um obstáculo, essas verdades vão aflorar da mesma forma que as respostas imediatas da tabuada. Registando as palavras da Verdade, lendo e relendo você se beneficiará com isso. Não tenha medo de errar! Se puder, leia a biografia de Thomas Alva Edison, um grande vencedor que também errou muitas vezes. Mas, quando um repórter perguntou: “Quantas vezes você fracassou?” Ele respondeu: “Você está enganado! Eu nunca fracassei. Todas as experiências que não deram certo, eu aprendi que não era o caminho. Não é que fracassei, aprendi a não fazer daquela forma, não vejo como fracasso”. Por esse fato, se cair sete vezes levante-se oito, assim diz um provérbio oriental. Leia também o livro Conquiste a Felicidade com Amor, os "dez itens para se tornar vencedor" e vá em frente. Você tem que ser igual ao motoqueiro em dia de chuva: fique firme e vá em frente sem ficar olhando para o chuvisco.
"O génio consiste em um por cento de inspiração
e noventa e nove por cento de transpiração."
Thomas Alva Edison (in Revista Harper's, Setembro de 1932)
Fonte para o Blog: Wikipédia
Thomas Alva Edison (Milan, Ohio, 11 de Fevereiro de 1847 — West Orange, Nova Jérsei, 18 de Outubro de 1931)[1] foi um inventor e empresário dos Estados Unidos que desenvolveu muitos dispositivos importantes de grande interesse industrial. O Feiticeiro de Menlo Park (The Wizard of Menlo Park), como era conhecido, foi um dos primeiros inventores a aplicar os princípios da produção maciça ao processo da invenção.
Em sua vida, Thomas Edison registou 2.332 patentes,[1] sendo amplamente considerado o maior inventor de todos os tempos. Não apenas mudou o mundo em que vivia, as suas invenções ajudaram a criar outro muito diferente: este em que vivemos hoje. O fonógrafo foi só uma de suas invenções. Outra foi o cinematógrafo, a primeira câmara cinematográfica bem-sucedida, com o equipamento para mostrar os filmes que fazia. Edison também transformou o telefone, inventado por António Meucci,[2] em um aparelho que funcionava muito melhor. Fez o mesmo com a máquina de escrever. Trabalhou em projectos variados, como alimentos empacotados a vácuo, um aparelho de raios X e um sistema de construções mais baratas feitas de concreto. Acima de tudo, foi ele quem ajudou a trazer a civilização da Era do Vapor para a Era da Electricidade.
Entre as suas contribuições mais universais para o desenvolvimento tecnológico e científico encontra-se a lâmpada eléctrica incandescente, o gramofone, o cinemascópio ou cinemascópio, o ditafone e o microfone de grânulos de carvão para o telefone. Edison é um dos precursores da revolução tecnológica do século XX. Teve também um papel determinante na indústria do cinema.

www.sni.org.br

Facebook, Seicho no ie Online de Portugal

domingo, 28 de agosto de 2011

sábado, 27 de agosto de 2011

Perguntas e Respostas - Depressão

Orientações do Prof. Heitor Miyazaki


Tenho um problema crónico na garganta, estou sempre com tosse e coceira na garganta. Minha mãe tinha esse mesmo problema e minha irmã também tem. O que devo fazer? (casada, 59 anos)
Deve ler a Sutra Sagrada durante 49 dias, especialmente para pessoas da família que faleceram com problemas na garganta. Lá no mundo espiritual elas continuam com o pi garro, com essa coceira na garganta e quando se “aproximam” de alguém, a pessoa também passa a ter o mesmo sintoma. É aquilo que está escrito na Sutra Sagrada: “Existem espíritos que não têm coração e sofrem de doenças cardíacas. Se um desses espíritos influenciar alguém, a pessoa influenciada vai ter o mesmo problema”. A pessoa vai ao médico e não se cura porque é problema espiritual e não psicossomático. Leia a Sutra Sagrada para as pessoas que faleceram com este problema durante 49 dias. E verifique também na família se alguém morreu enforcado ou com alguma outra doença na garganta, como tiróide ou câncer, e inclua essa pessoa nessas orações de 49 dias.
Meu filho de 7 anos é muito medroso, dorme comigo e tudo que vai fazer quer que eu esteja ao lado, não fica em nenhum ambiente sozinho. Tem medo de tudo, principalmente no que se refere à palavra “morte”. Tive um parto de difícil onde eu e ele corremos o risco de morte. Será que isso tem a ver com o fato de ele sentir tanto medo? (divorciada, 31 anos)
Tem a ver, sim, porque tudo o que a criança passa na barriga da mãe ou no momento de nascer, fica no inconsciente dela. Meia hora depois que seu filho entrar no sono, fale o seguinte: “Deus está abençoando e protegendo você. Você é filho de Deus, é Vida perfeita de Deus”. E, em seguida, leia a Sutra Sagrada Chuva de Néctar da Verdade. É bom também incluir uma oração da Sutra Sagrada A Verdade em Orações. Você pode falar também: “Você é filho de Deus, é forte, é corajoso e não tem medo de nada, porque Deus está do seu lado, Deus está com você!”. Falando isso no momento em que ele está dormindo, as palavras vão fluir para o subconsciente e o medo vai desaparecer. Faça isso todos os dias durante um mês.
Estudamos que o que existe verdadeiramente é o Mundo da Imagem Verdadeira. Mas, de que nos serve o mundo perfeito, se ele está aqui e na prática ele não existe? Não estaríamos nos enganando?
Engano é não acreditar que você pode viver isso na prática, agora. Cristo disse: ”Seja feita a Vossa vontade, aqui na Terra assim como no Céu”. Isso é manifestação do mundo de Deus, do mundo da Imagem Verdadeira, do mundo Celestial, aqui na Terra. Por isso acontecem os fenómenos autênticos, quando a Graça Divina se manifesta aqui na Terra. Fenómenos falsos são doença, pobreza, miséria e outras coisas que andam acontecendo e que causam sofrimento ao ser humano. Enganar a si próprio é não entender que você pode viver isso, agora. Na verdade, quando estamos em sintonia, manifesta-se a Glória de Deus. É o caso da Bernadete, que deu origem à construção da Catedral de Nossa Senhora de Lourdes, na França. Ela viu a Virgem Imaculada e uma jornalista perguntou para o frei por que a Virgem Imaculada se manifestou somente para Bernadete. Ele respondeu: “Você está enganada. A Virgem Maria apareceu para todas as pessoas, mas só a Bernadete estava em condições de vê-la”. Isso significa que só ela estava mentalmente e espiritualmente em sintonia com o mundo de Deus. Então, você pode vivenciar isto aqui e agora. Isso porque inferno ou paraíso não é questão de lugar ou distância, é o nosso estado mental que vai se transformar neste ou naquele. Se quiser transformar em inferno é só brigar, xingar, arrumar encrenca e pronto, já se transformou no inferno. Se quiser transformar em paraíso ame, perdoe e viva realmente a vontade de Deus, e transformará sua vida no paraíso.
Consulta de uma pessoa que fará cirurgia de retirada de pólipo na bexiga, com suspeita de câncer (Masculino, 60 anos):
Fazer imediatamente 150 a 200 Orações de Perdão para o cônjuge e ler o livro Lições para o Cotidiano e ficará curado. Isso é devido a muita mágoa que guarda do cônjuge.
Minha amiga tem uma filha muito instável, ora está de bom humor e carinhosa, ora é agressiva. Quando está com o namorado, a mãe não existe para ela. Como posso orientar essa minha amiga?
Oriente para a mãe não ficar muito preocupada com a filha. O apego excessivo incomoda as pessoas. O ser humano tem cinco desejos, e um deles é ser livre (ser amado, ser elogiado, ser reconhecido, ser útil e ser livre). Por que antigamente, quando os jovens casavam e iam para a lua-de-mel, falavam: “Enfim sós!”? Porque tinham que namorar na frente da mãe... rsrs. A mãe abaixava os óculos, ficava tricotando e olhando, um olho no tricô e outro na filha. Era assim que acontecia na década de 50. Assim, a filha se sente aprisionada. Não se preocupe, acredite e confie. Quanto mais medo tiver que aconteça alguma coisa, aí é que acaba acontecendo. Ore pela felicidade dela e não fique a toda hora: “Como é que está? – Como é que está?”. Isso faz com que a pessoa não se sinta livre, incomoda mesmo.

www.sni.org.be

Facebook Seicho No Iê Online Portugal




Aquecimento Global UNISANTANNA

– Filhos que amam os pais -


Que extraordinária é a vida! Que grande bênção foi termos nascidos neste mundo! O homem verdadeiro não é corpo carnal e sim espírito. Nascer na Terra, é um grande privilégio e oportunidade singular do nosso espírito crescer e se desenvolver.

Quando passamos a estudar os ensinamentos da Seicho-No-Ie compreendemos que a vida verdadeira não surge quando aqui nascemos, nem desaparece quando este corpo carnal morre. O corpo carnal é como uma vestimenta que o espírito imortal (vida verdadeira) utiliza quando na Terra se manifesta. Isto é semelhante a roupa de astronauta que o homem utiliza quando sai da atmosfera terrestre.

Aprendemos também que este homem verdadeiro já é perfeito desde o início, não sendo necessário acrescentar absolutamente nada. Porém, por ainda não dominar plenamente esta consciência máxima, necessitamos experienciar o “nascer” e o “morrer” inúmeras vezes, quando vamos aos poucos nos libertando da ideia do ser material, alcançando o despertar da nossa natureza divina.

Não nascemos aqui apenas porque queremos, mas também por uma necessidade do completar de um ciclo da vida. Quanto maior o despertar da consciência espiritual, mais fácil se torna este processo. Porém, quanto menor o grau desta consciência, mais penoso se torna o caminho a ser seguido. No entanto, todos, sem excepção, estamos no caminho do evoluir infinito.

Não fosse pelos nossos pais, não teríamos nascidos e, por consequência, ainda estaríamos esperando uma oportunidade de matricular-nos na Grande Universidade chamada Terra. Esta oportunidade pode ser agarrada consciente ou inconscientemente, mas sempre através do princípio da lei de causa e efeito, ou seja, os semelhantes se atraem.

Se o espírito da pessoa for pouco esclarecido, neste caso há uma espécie de “interferência” de espíritos mais evoluídos, normalmente antepassados da pessoa, que faz com que o seu nascimento na Terra se dê em uma família condizente com a sua necessidade de aprendizagem (da pessoa e também da própria família escolhida). Desta forma, podemos concluir que não há outro jeito de sermos realmente felizes e bem sucedidos nesta vida, a não ser através da convivência regrada pelo amor e gratidão à família a que hoje pertencemos.

Todas as pessoas, sem dúvida alguma, amam seus pais. Até mesmo aquela mais revoltada e rebelde. A maior prova disso pode ser obtida observando o comportamento das crianças. A criança pequena não enxerga defeitos em seus pais, pois ela os vê sob a óptica da Imagem Verdadeira. Não vemos criança reclamando dos pais, ou exigindo ser amada, isso porque ela ainda não aprendeu a “comparar”. Então, ela simplesmente ama seus pais.

Quando afirmo que “ela ainda não aprendeu a comparar”, quero dizer que boa parte dos nossos sofrimentos começa quando fazemos comparação. Quando comparamos nossos pais a outros pais, ou quando comparamos o que recebemos deles com o que nossos irmãos também receberam. Ou ainda comparamos nossa família à outra família, criamos a partir daí, inúmeros questionamentos que só fazem aumentar nossa angústia e descontentamento com relação à vida.

Se, ao invés de comparar e reclamar, agradecêssemos pelo fato de termos nascido, ainda que depois fôssemos entregues à adopção, não haveria porque duvidar do amor de nossos pais. Cada qual dá o máximo que lhe é possível. Se não dá mais é porque não sabem como fazê-lo.

Quando converso com um filho que tem algum problema com seus pais, seja mágoa, tristeza, rancor ou mesmo ódio (desde pré-adolescente até um idoso), invariavelmente no decorrer da conversa peço para que, dentro daquilo que se é possível, se coloque no lugar deles em toda experiência que possivelmente viveram e questiono se o filho conseguiria fazer diferente ou melhor do que fizeram seus pais; chega a ser emocionante a resposta que dão. Normalmente entre lágrima dizem que NÃO!

Certa ocasião li um livro em que o autor dizia mais ou menos o seguinte: “Talvez o que marque a idade adulta seja quando a pessoa tem coragem de olhar para seus pais e dizer: eu lhes aceito do jeito que vocês são”. É muito provável que seus pais não sejam como você gostaria que eles fossem, mas não duvidem que eles são exactamente como você precisava que eles fossem.

Em Setembro do ano passado tive a oportunidade de orientar o Seminário da Luz na Regional PR-CURITIBA ao lado do professor Sinji Takahashi. Na ocasião, relatei que depois que me reconciliei com meu pai e nos tornamos amigos e confidentes quis saber dele por que ele bebia tanto. Ao que ele me respondeu, explicando sua profunda tristeza e decepção, que era porque não conseguia dar a nós, seus filhos, tudo aquilo que gostaria e que havia prometido a si mesmo ao decidir que seria diferente do pai dele quando ele também fosse pai. Expliquei-lhes que naquela ocasião meu despertar foi de que meu pai bebia porque nos amava muito e, então, minha mágoa e dor se transformaram em gratidão.

Pois bem, quando do término do Seminário, despedíamos dos participantes na saída do auditório, uma senhora de 71 anos me abraçou chorando e afirmou que naquele dia ela havia perdoado o pai dela que também bebia e havia morrido ainda moço. Contou-me que ela não conseguia entender por que seu pai bebia tanto, mas que ao ouvir minha história, havia compreendido o sentimento do seu pai e que agora estava feliz e aliviada.

Nesta minha caminhada no viver Seicho-No-Ie, aprendi algo libertador e que gostaria de dividir com os amigos leitores da Mundo Ideal. Na verdade é bem simples: “Quando eu mudo, tudo ao meu redor muda também”. Ao tomar conhecimento desta lei, me esforcei sinceramente em usá-la a meu favor. Praticando a meditação Shinsokan, fazendo reflexões e orações para perdoar, estudando com seriedade o ensinamento, fui aos poucos mudando meus conceitos e um novo mundo se descortinou em minha vida.

Ao aprender a amar aos meus pais como eles eram, minha relação com eles mudou por completo. Assim como as minhas atitudes e naturalmente a deles também. Graças a isso tive a oportunidade de ter como meu melhor amigo, meu pai, a quem por boa parte da minha convivência com ele só tivemos desentendimento, e isso antes que ele retornasse ao mundo espiritual.

Hoje, minha relação com minha mãe é simplesmente fantástica. Ela é minha amiga. A flor da minha vida. Esforço-me em viver de tal forma que tanto, ela quanto meu pai, sintam-se felizes com o filho primogénito deles. Por consequência, naturalmente levo uma vida alegre, feliz e cheia de realizações. Reconheço que se tenho uma vida familiar bem estruturada ao lado da minha esposa e filhos, devo isso à base que recebi de meus pais.

www.sni.org.br
Facebook: Seicho No Iê Online de Portugal


terça-feira, 23 de agosto de 2011

O modo de viver da Seicho-No-Iê


"Todo homem vive para o seu próprio bem para a sua própria felicidade. No instante em que deixar de almejar a felicidade, ele não mais se sentirá vivo. O homem não consegue pensar na vida sem relacioná-la ao desejo de ser feliz. Viver é , para todos os homens, buscar e encontrar a felicidade”. (Tolstoi).

Uma vez que nascemos neste mundo como seres humanos, queremos levar uma vida humana feliz.

Este é o desejo natural de todos nós. Porém, este mundo não está habitado somente por pessoas felizes; existem muitas pessoas infelizes. Porque será?

É porque essas pessoas não conhecem as leis da mente. Para viver feliz, o ser humano precisa conhecer as leis da mente e aplicá-las na vida prática. O que possibilita essa concretização em sua vida é o modo de viver da Seicho-No-Iê

É realmente maravilhoso o facto de o homem possuir mente (possuir mente é apenas força de expressão, pois, na verdade, o homem não é dono da mente; a mente é que constitui o homem em si). E pode tornar-se feliz, dependendo apenas da mente.

Podemos dizer que este simples método de viver feliz representa, para toda a humanidade, algo mais útil do que quaisquer outras descobertas ou invenções.

Portanto, custe o que custar, vou divulgar a meus irmãos, o modo de viver da Seicho-No-Iê.

Espero o dia em que todos nós, de mãos dadas, possamos cantar hinos de alegria e felicidade.

Livro: Seicho-No-Iê Edição Especial, Masaharu Taniguchi.

www.sin.org.br

Facebook, Seicho-No-Iê Online de Portugal

Palestra Zizzi- Conflitos e Dúvidas - Parte 4.m4v

Palestra Zizzi- Conflitos e Dúvidas - Parte 3.m4v

Palestra Zizzi- Conflitos e Dúvidas - Parte 2.m4v

Palestra Zizzi- Conflitos e Dúvidas - Parte 1.m4v

segunda-feira, 22 de agosto de 2011

O SER HUMANO PODE ENRIQUECER O QUANTO DESEJAR.





Se os recursos da Terra tivessem quantidade definida e as riquezas fossem limitadas, certamente o aumento da riqueza de alguns implicaria diminuição da riqueza de outros. Porém, o reino de Deus é infinito, e o mundo real, como manifestação do reino de Deus, não sofre limitação de recursos e riquezas. Visto que o ser humano obtém a riqueza do Infinito, nenhuma riqueza lhe será demasiada.

Livro: Mensagens de Luz, Masaharu Taniguchi

www.sni.org.br

Facebook, Seicho-No-Iê Online Portugal

domingo, 21 de agosto de 2011

ORAÇÃO PARA PERDOAR


Quando não se alcança o almejado apesar de orar fervorosamente, às vezes há uma causa mental oculta: não se perdoou a alguma pessoa. Quando odiamos alguém, esse ódio se infiltra em nosso subconsciente e, mesmo que o esqueçamos no consciente, ele continua latente. Tendo ódio no subconsciente, a oração torna-se inútil, ainda que seja fervorosa. Portanto, é necessário, antes de orar por algo, fazer oração de perdão. Quem perdoa é perdoado. Para isso, há as seguintes orações:


Eu o(a) perdoei e você me perdoou
eu e você somo um só perante Deus.
Eu o(a) amo e você me ama também;
eu e você somos um só perante Deus.
Eu lhe agradeço e você me agradece.
Obrigado, obrigado, obrigado...
Não existe mais nenhum ressentimento entre nós.
Oro sinceramente pela sua felicidade.
Seja cada vez mais feliz...
* * *
Deus o(a) perdoa,
portanto eu também o(a) perdoo.
* * *
Já perdoei a todas as pessoas
e acolho a todas elas com o Amor de Deus.
Da mesma forma, Deus me perdoa os erros
e me acolhe com Seu imenso amor.
* * *
O Amor, a Paz e a Harmonia de Deus
envolvem a mim e o outro.
Eu o amo e ele me ama.
Eu o compreendo e ele me compreende.
Entre nós não há mal-entendido algum.
Quem ama não odeia,
não vê defeito, não guarda rancor.
Amar é compreender o outro e não
exigir o impossível.
* * *
Deus o(a) perdoa.
Portanto, também o(a) perdoo.
Através da divindade da Seicho-No-Ie,
perdoo e envio-lhe ondas de amor.
Eu amo você.
Do livro: Minhas Orações - Masaharu Taniguchi

quarta-feira, 17 de agosto de 2011

Orientações do Prof. Heitor Miyazaki


Professor, estou lendo o livro A Humanidade é Isenta de Pecado, e surgiu uma dúvida. O mundo da Imagem Verdadeira criado por Deus é perfeito. A distorção desta Imagem foi feita pela mente humana, quando o homem criou a ideia do pecado. Deus, na sua omnisciência, não teria como prever essa distorção? (36 anos, solteira)
Deus fez a luz, achou boa e descansou. Fez o ar, achou bom e descansou. Fez a água, achou boa e descansou. No primeiro dia fez uma coisa, achou boa e descansou. No segundo, fez outra, achou boa e descansou. O sétimo dia não significa que Ele descansou, mas, sim, que estava tudo concluído; o resto ficaria por conta do “livre arbítrio” do homem. O sétimo dia significa livre arbítrio. Dentro do livre arbítrio, entre acertos e erros, o ser humano vai evoluindo, esse é um detalhe que as pessoas têm que entender. Por isso, na verdade, Deus não criou nada disso, mas o homem na ilusão é que foi criando uma série de problemas, de doenças e de situações, mas com isso ele também vai aprendendo. Vai aprendendo a utilizar a mente, vai aprendendo que, quando criar um carma do pensamento, aquilo que foi criado volta para ele. Se você criar um carma da acção, isso volta para você, se criar um carma do falar, isso volta para você. O que fazer para voltar coisas boas? Faça o bem para o próximo. O que significa isso? Significa que, quando você está fazendo algo para o próximo, está fazendo para si mesmo.
A palavra pecado foi criada para policiar. Com o tempo, no entanto, foram criadas várias conotações acerca do pecado, por exemplo, na época da Inquisição, quando quase tudo era considerado pecado.
Na verdade, o ser humano vai aprendendo através das coisas chamadas “sentimento de culpa” que, dependendo da forma como nós aprendemos (que devemos pagar o pecado de Adão e Eva, que somos filhos do pecado), tem muitas coisas que ficam no inconsciente como uma crença, como se fossem fatos reais. O sentimento de culpa é o que nos arrasta para o lado do sofrimento, daí a importância de ler, reler e copiar o livro A Humanidade é Isenta do Pecado, para se purificar. E, quando nós nos purificamos de tudo isso, tudo o que desejamos aparece, e o que não desejamos, não aparece. Isso porque, você é o comandante de você. Mas, enquanto nós não nos purificarmos, sempre haverá uma “vozinha” contra, o consciente quer uma coisa e o subconsciente fala “não, você tem que sofrer mesmo, você tem que pagar, olho por olho, dente por dente”. Então, fica essa cobrança no inconsciente. Você fica remando para um lado e o subconsciente fica remando para o outro lado. Por esse fato é que devemos ler e reler os livros da Verdade. Para falar sobre o assunto “pecado” há necessidade de um tempo maior, não é possível fazê-lo em dois ou três minutos. Então, é melhor ler e copiar o livro A Humanidade é Isenta de Pecado, e os milagres começam a acontecer.


www.sni.org.br

Facebook Seicho-No-Iê Online Portugal

terça-feira, 16 de agosto de 2011

domingo, 14 de agosto de 2011

O Trem, A Vida !


Professor Heitor Miyazaki conta sua trajectória até ao diploma como Preletor da Sede Internacional

Durante a entrevista com o prof. Heitor Miyazaki, a luz que contornava sua fisionomia não era apenas a que entrava pela janela. Sua aura res­plan­decia mais. Ele, que fora diplomado Preletor da Sede Internacional no dia 4 de Março de 2007, tinha no semblante uma paz advinda não se sabe se do mundo elevado ou se dos milhares de lares terrenos que hoje experimentam a nítida sensação de extensão do céu, devido às orientações pessoais desse renomado professor.
O brilho do olhar do prof. Heitor continha uma harmonia somente encontrada nos oceanos, enquanto ele falava da felicidade de se doar ao próximo, explicando que não concebia emoção maior do que essa.
Seguem alguns trechos da entrevista concedida ao Boletim Círculo de Harmo­nia, momentos em que o prof. Heitor Miyazaki, ao abrir o coração, fez revelações e comentários como poucas vezes se registam. Confira.
CH – Professor, o que o senhor sentiu no momento da prova para Preletor da Sede Internacional, em Janeiro des­te ano, no Japão?
HM – Senti a confirma­ção da minha missão. Uma força, em forma de luz, ou de uma “pirâmide luminosa”, pairava sobre mim enquanto eu respondia as questões. Eu sabia que minha família e muitos amigos estavam oran­do para mim naquela hora. Foi uma sensação que trans­cendia o eu carnal.
CH – Como o senhor recebeu a notícia de que havia sido aprovado?
HM – Senti a essência, o “espírito” da expressão “convergência ao centro”. A palavra “eu”, na conver­gên­cia, não existe. Portanto, não fui “eu” quem foi aprovado, mas todos os dirigentes do Brasil, pois somos uma família Seicho-No-Ie.
CH – O senhor é muito conhecido por suas orienta­ções pessoais, dadas sob ins­pi­ração, e que literalmente salvam vidas. Como isso acon­tece na hora em que o senhor está orientando?
HM – Nesse momento é essencial manter uma pos­tura de profunda humildade. Se pensar nessa hora arro­gan­temente “isso é fácil, eu sei” ou pensar “eu estou salvando”, a voz do ego pre­valece sobre a voz de Deus, que é a intuição. Por isso, o Mestre recomenda muito a Meditação Shinsokan, e quem a pratica está sempre com a intuição afinada. Outro detalhe é estudar sempre, que seja um pouco todos os dias, mas estude.
CH – O que tem a dizer aos preletores e líderes que pretendem seguir o mesmo caminho que o senhor galgou?
HM – Soube no Japão que, num curso, o mestre Masaharu Taniguchi disse em tom triste diante das per­gun­tas que lhe fizeram: “Mas vocês não estão lendo meus livros...!?”. A grande dica é ler e reler. Não é ler uma vez e achar que entendeu. O pró­prio mestre lia e relia os livros que escrevia.
CH – É por isso que o senhor orienta as pessoas a lerem diversas vezes os mesmos livros...
HM – Oriento dessa forma porque vi os resultados disso em minha própria vida. Por volta do final da década de 60 eu lia dez vezes cada capítulo A Verdade da Vida, até as 2 horas da ma­nhã. Na oitava leitura, eu percebia coisas que haviam me escapado nas sete ante­riores. O despertar não vem de aprender, mas de apre­ender a Verdade.
CH – Como o senhor conciliou, através dos anos, seus compromissos na Sei­cho-No-Ie com os familiares?
HM – Sempre dei priori­dade mais para a família do que para mim. Quando meus filhos eram pequenos, sempre que viajava ao ex­terior, trazia algo para eles e minha esposa. Certo dia meu filho disse: “Papai, por que traz presente apenas para nós e nunca para o senhor mes­mo?”. Ele percebeu o meu pro­cedimento, assim como os demais, por isso nunca me cobraram minhas ausências, mesmo quando trabalhava na empresa, antes de me aposentar.
CH – O que o senhor vê para o Movimento Seicho-No-Ie nos próximos dez anos?
HM – Vai começar no­vamente como na década de 70. Teremos um crescimento graças à divulgação por televisão e rádio. Em todos os lugares aonde vou, sinto uma reacção positiva das pessoas. Já existe um número grande de dirigentes que actuam hoje em dia e que conheceram a Seicho-No-Ie pela TV.
CH – O que o senhor sente ao ouvir relatos de pessoas que, após serem orien­tadas pelo senhor, alcan­çam bênçãos?
HM – Ouvir relatos me deixa feliz, mas não quero ser mitificado. Sempre digo: “Agradeça a Deus, pois quem o curou foi Deus. Tudo é graças a Deus, e não a mim”. E o que mais me dá satis­fação, como fruto do trabalho, é saber que vários preletores, que são excelentes, começa­ram assistindo a aulas que ministrei em várias regionais. É como você colher o fruto da semente que você plantou e, mais que isso, é ver pes­soas iluminadas actuar, com amor, sem ego, sempre pen­sando no próximo.
CH – Dê algumas dicas aos líderes da Seicho-No-Ie.
HM – Nunca se acomo­dem. Tenham como exemplo o prof. Yoshio Mukai, que é um autodidacta, que mesmo sem ter cursado uma faculdade tem conhecimentos sobre economia, política etc. E agora está apren­dendo a cantar. E também o esforço do prof. Iuassaca, que não conhecia nada de informá­tica e prepara suas palestras no Power Point.
CH – Em suas pales­tras, o senhor aprofunda as­suntos ligados ao cristianis­mo. Comente.
HM – Somos brasileiros e vivemos no maior país cristão do mundo. Desde pequeno, sempre me emo­cionei com as palavras de Cristo, por isso não me canso de falar no Sermão da Mon­tanha. Soube de alguns ex-pastores evangélicos que di­zem: “Entendi o verdadeiro Cristo na Seicho-No-Ie”. O preletor Soares de Brasília é um deles, cujo relato é muito interessante.
CH – Muitas pessoas se perguntam: como o senhor consegue aparentar dez anos menos do que de fato possui?
HM – Apesar de ser sexagenário, atribuo minha aparência ao fato de manter o espírito jovial por pensar que sou jovem, andar como jovem, brincar com os jovens e praticar a Meditação Shinsokan.
CH – O que mais o deixa emocionado no seu dia-a-dia de viagens, reuniões e gravações para a TV?
HM – O que mais me toca é chegar a uma regional e perceber que ali todos os líderes trabalham com har­monia e alegria pelo Movi­mento. São verdadeiros anjos que actuam com muito amor. E o que me deixa feliz é saber que todos são meus amigos, pois em todas regionais, sem excepção, sou tratado tão bem que chego a pensar “mereço esse tratamento?”.
CH – Conte-nos um relato de experiência pessoal.
HM – Certa vez, minha filha, a Sheila, ainda criança, estava com expectoração e muito catarro. Numa noite de forte crise, sonhei com o mestre Masaharu Taniguchi. Ele chegou e disse enquanto massajava o peito dela: “Eu vim porque você ajuda muito o Movimento”. Nessa hora senti um cheiro forte de cânfora. Quando acordei, continuava o cheiro de cân­fora, e na minha casa não havia cânfora. No dia se­guinte o chiado do peito de minha filha havia desapa­recido.
CH – No seu íntimo, que significado tem o diploma de Preletor da Sede Internacional?
HM – O importante não é possuir diploma, mas ser útil. É claro que o diploma, em si, possui um significado, mas o mais importante é dar continuidade ao trabalho do Mestre.
Ao término da con­versa, uma inexplicável le­veza parecia tornar o prof. Heitor quase imaterial. Amontoadas num papel que de repente se fez pequeno, informações de imensurável valor espiritual.
Seu olhar parecia flutuar, como se a liga-lo ao invisível, onde ele encontra todas as respostas. Seus olhos relu­ziam, como se estivessem acesos, movidos pelos mis­térios do Universo – e sua presença bradava eloquente, mesmo nos silêncios que entremeavam a conversa, as palavras da Verdade: o Homem é Filho de Deus, perfeito!

Circulo de Harmonia

www.sni.org.br

Facebook Snionline Portugal

quinta-feira, 11 de agosto de 2011

Orientações do Prof.. Heitor Miyazaki


Meu filho de 28 anos tem esquizofrenia ou transtorno afetivo bipolar. O que devo fazer à luz do ensinamento da Seicho-No-Ie? (Casado, 54 anos).
Precisamos entender que uma pessoa que tinha problema mental, ao falecer, normalmente continuará com o transtorno no mundo espiritual também. É necessário fazer 49 dias de Sutra Sagrada para essa pessoa que faleceu com esse transtorno mental, ok? Quando a pessoa morre por suicídio ou problema mental, para ela se recuperar no mundo espiritual, precisa de 49 dias (às vezes mais) para que possa entender o que está sendo lido para ela. E a pessoa que está lendo precisa ler pausadamente, como se estivesse explicando o conteúdo da Sutra.
A causa desse transtorno pode ser, também, a existência de conflitos entre pessoas, assim como existem casos de convulsões em crianças que se manifestam quando os pais estão em desarmonia, ou seja, em choque emocional. Outro exemplo, também, é o de pessoas que brigavam em vida, faleceram e continuam brigando no mundo espiritual. Nesse caso de desarmonia entre antepassados quando estavam na Terra, é bom que também se leia, antes da Sutra Sagrada, as Revelações da Grande Harmonia, para que eles se harmonizem no mundo espiritual. Fazendo dessa forma, a pessoa aqui na Terra fica curada.
Atualmente temos ouvido falar de muitas pessoas que morrem de câncer, mesmo sendo uma doença controlada pela medicina. Existe algum comportamento de maneira geral que possamos adotar, para que isto deixe de ser um acontecimento comum?
Sim. Deixar de ser teimosor. Uma vez falei numa palestra: “Quem é teimoso tem a tendência para ter câncer, pois tem o ego muito forte”. O que é o câncer na verdade? Nós somos comandantes de 75 trilhões de células. E o câncer é um grupo de células que se isolam das demais. Mas, por que se isolam? Tudo o que pensamos, sentimos, se estamos alegres ou tristes, as células do nosso corpo também reagem da mesma forma. Se existe uma célula que está se separando de outra, é porque o comandante (a pessoa) está se isolando de alguém da família ou de algum grupo que para ele é como se fosse da família (algum clube ou entidade), causando-lhe desarmonia. Lembram-se do Pedro Collor, quando estava com aquela briga com o irmão? Pedro Collor morreu de câncer na cabeça. Por que na cabeça? A cabeça representa o superior (Fernando Collor era o irmão mais velho). Com ódio do irmão, desejava se isolar, romper o relacionamento. Em seu cérebro, formaram células que se isolaram de outras células. Isso é o câncer. As pessoas têm que aprender a se harmonizar. Por isso, são muito comuns os casos de pessoas que sofrem de câncer. Quando há o perdão, a harmonia, o câncer desaparece. Os que têm pessoas da família que morreram com câncer, precisam orar por essas pessoas por 49 dias.
Tenho um irmão que também é da Seicho-no-ie e está pensando em realizar oração aos antepassados também, mas como eu faço todos os dias às sete horas da manhã, ele poderia fazer no mesmo horário? Os meus antepassados e os dele são os mesmos. Como eles poderiam estar em duas residências diferentes ao mesmo tempo? Isso é possível?
Distância e espaço estão aqui na Terra. Camille Flammarion, em seu livro, descreve um diálogo sobre uma pessoa que deixou o corpo carnal, relatando que ela esteve na Capela, localizada em outra constelação, realizando tal trajeto em menos de 1 (um) segundo. Então, no mundo espiritual não existe distância. Quanto mais pessoas fazendo a leitura da Sutra Sagrada aos antepassados, melhor será.

www.sni.org.br

Facebook Seicho-No-Iê online Portugal










q

domingo, 7 de agosto de 2011

SEDE CENTRAL EM PORTUGAL


Seicho-No-Ie de Portugal
Av. Duque D’Avila nº 92A (Cave)
São Sebastião da Pedreira – Lisboa
Estação do Metro – São Sebastião
(Saída pela Linha Vermelha)

Programação Semanal da Sede Central

Todos os dias: Das 9:00 as 18:00hs.
- Orientação Pessoal.
- Livraria.
- Missão Sagrada.
- Forma Humana.
- Registros Espirituais.
- Oração Matinal das 9:00 as 10:00hs.
- Shinsokan as 13:00Hs.
- Shinsokan as 18:00Hs.

Quarta-Feira: Das 15:00 as 16:30hs.
- REUNIÃO DA MELHOR IDADE.
Quarta-Feira: Das 19:30 as 21:30hs.
1ª Quarta – Oração em Memória dos Antepassados.
2ª Quarta – Purificação da Mente.
3ª Quarta – Shinsokan de Oração Mútua.
4ª Quarta – Prática Recitativa.

Quinta-Feira: Das 20:00 as 21:30hs.
- REUNIÃO DA FELICIDADE.

Sexta-Feira: Das 20:00 as 21:30hs.
- REUNIÃO DA PROSPERIDADE.

Sábado: Das 19:00 as 20:30hs.
- SÁBADO JOVEM.

Domingo: Das 9:00 as 11:00hs.
- DOMINGO DA HARMONIA FAMILIAR.
SEDE